O Dia Nacional da Juventude

Postada por: José Raimundo
Cadastrada em: 26/10/2010 18:10:58

Dom Anuar Battisti

O DNJ 2010 será realizado no próximo domingo, 24 de outubro, celebrando o jubileu de 25 anos de realização deste evento, nascido em 1985 sob inspiração da Organização das Nações Unidas (ONU), que na mesma ocasião instituiu o Ano Internacional da Juventude. O DNJ se constitui numa manifestação corajosa e entusiasmante da Juventude no Brasil, que a cada dia promove mais luta pelos direitos dos jovens, no compromisso de criar um mundo melhor.

É assim que para este ano, celebrando o jubileu de prata, foi escolhido o tema: "DNJ 25 anos: Celebrando a memória e transformando a história". Os organizadores pretendem que o DNJ 2010 seja um espaço para rever o tempo passado e projetar passos e sonhos. Mais especificamente, um lugar e um momento para refletir quais dívidas sociais o Brasil tem com a juventude.

O lema do DNJ este ano é: "Juventude: muita r ez a, muita luta, muita festa, em marcha contra a violência". O lema do DNJ faz parte de uma campanha nacional das pastorais da juventude em favor da vida e contra a violência praticada contra os jovens. Esse lema tomou significado maior a partir do assassinato de um dos mentores da campanha nacional, padre Gisley Azevedo Gomes. "Ele é o mártir da campanha".

Um estudo publicado pelo "O Globo" no dia 21 de julho de 2009 mostra que mais de 33 mil jovens entre 12 a 18 anos serão assassinados no Brasil até 2012. Este estudo foi feito com base em projeções feitas a partir de 2006 nas cidades com mais de 100 mil habitantes.

Os homicídios foram responsáveis por 46% das mortes de adolescentes. "A subsecretária de Promoção dos direitos da Criança e do Adolescente, Carmen de Oliveira, disse que é preciso sensibilizar a opinião pública para o problema. Considerando a preocupação brasileira com a gripe suína, em que cada morte é contabilizada cad a dia, é importante que a sociedade tenha a mesma indignação e preocupação com essas vidas perdidas na adolescência".

É neste sentido que o grito do DNJ deste Ano Jubilar quer ser dirigido para a não violência. Cuidamos das crianças para depois deixar matar na adolescência ou na juventude?! A mobilização nacional pela "Campanha contra o extermínio de jovens", organizada e divulgada pelas pastorais da Juventude, quer ser essa voz que clama no deserto urbano de nossas cidades, no anonimato dos becos sem saída, nas bocas de fumo, nas periferias e nos centros das nossas cidades.

Esse dia 24 traz no seu objetivo a luta como esforço em combater as forças da morte, a reza como graça divina para sustentar todas as iniciativas no combate, a festa para celebrar a vitória do resgate de ao menos uma vida e dizer não à violência. A força jovem é capaz de tudo, porque não para construir o bem?

Em nossa Arquidiocese de Maringá , a programação já começou nas paróquias com a Missão Jovem. No domingo, dia 24, na Praça da igreja São José Operário, começaremos a celebração do DNJ com a concentração da Juventude a partir das 14h com muita animação.

Às 16h, celebraremos a Santa Missa. Em seguida, faremos a caminhada até o aeroporto velho, para o show com Gabriel O Pensador. Nessa tarde, como juventude cristã que acredita na transformação da cultura da morte em cultura da vida, queremos acolher, animar, entusiasmar outros tantos jovens na luta, na reza e na festa, para um mundo mais justo e fraterno, um mundo de paz, principalmente para os adolescentes e jovens. Que Jesus, o jovem de Nazaré, seja para todos "o caminho, a verdade e a vida" (Jo 14,6).