NOTÍCIAS

Igor Torres é ordenado diácono da Arquidiocese de Teresina

Postada por: FELIPE SILVA
Cadastrada em: 24/09/2018 12:48:05

Na noite do último domingo (23) a Arquidiocese de Teresina ganhou um novo diácono. A celebração eucarística de ordenação diaconal do seminarista Igor Torres foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Brito e reuniu um grande número de fiéis, amigos, seminaristas e sacerdotes no Santuário Nossa Senhora da Paz, Vila da Paz, forania sul I.

Igor recebeu o primeiro grau do Sacramento da Ordem na paróquia onde ele começou sua caminhada na Igreja. Após 8 anos de preparação, ele relata a felicidade de cumprir mais uma etapa na missão que escolheu: servir com humildade e devoção ao Senhor.

“É um passo importante e decisivo na caminhada porque a ordenação diaconal me insere no sacramento da ordem. Hoje, por exemplo, eu já faço as promessas próprias do celibato, da intercessão pela Igreja e assumo também a missão de presidir alguns sacramentos, como o batismo e o matrimônio”, pontua.

Dom Jacinto relembrou, na homilia, a caminhada de fé do jovem que teve como diretor espiritual e grande inspirador o padre Pedro Balzi (in memorian). “Igor é um jovem que pude acompanhar durante todo a sua caminhada no seminário. O diaconado dele é o coroamento de uma caminhada  que ele vem fazendo já de um bom tempo, prestando serviços  à comunidade, de entrega de si. Estou  muito feliz por ordená-lo no Santuário Nossa Senhora da Paz, onde toda sua jornada começou”, explica o arcebispo.

O pároco Antônio Barbosa também destaca a alegria que sente de um filho da comunidade ser ordenado diácono. “Eu recebi um presente especial de Deus para a nossa Igreja. Ele é filho dessa paróquia que está completando 30 anos de fundação agora em setembro e a ordenação do Igor é um presente para todos nós”, enfatiza.

A família de Igor também esteve presente no momento especial. O pai, Irisvan Almeida, explica que este caminho até a ordenação do seu filho ocorreu de forma natural e que desde muito pequeno ele percebia a sua vocação de servir ao Senhor.

“É uma emoção muito grande. Eu penso que qualquer pai que estivesse em meu lugar estaria muito satisfeito. Meu filho com 9 anos de idade já gostava de ler a Bíblia. A gente só quer agradecer a Deus e ao saudoso padre Pedro Balzi que o apoiou e agora meu filho está realizando o sonho dele”, pontua.

O próximo passo na caminhada do novo membro da ordem diaconal é o presbiterado, que já tem data marcada. Será no dia 8 de dezembro de 2018, dia da Imaculada Conceição.

Para o neodiácono, a felicidade deve se refletir em obras e ações concretas. “Eu pretendo atender o que pede o bispo, ao qual eu prometo obediência e, fazendo parte do clero diocesano, eu me ponho no sentimento de disponibilidade, de acolhida, de aceitação daquilo que a Igreja me pede, seja em alguma pastoral ou em qualquer setor da nossa arquidiocese”, enfatiza.

Outras informações:

A palavra diácono surgiu a partir do grego diakonos, que significa “atendente” ou “servente”. De acordo com a doutrina, o diácono católico é o “servo de Deus”, espalhando a Sua Palavra e ajudando a construir o Seu reino junto aos fiéis na terra, de acordo com as necessidades da Igreja.

O Vaticano II definiu o Diaconado como sendo o 1º grau do Sacramento da Ordem, não constituindo, entretanto, Sacerdócio. Na Igreja Católica, o clero é formado por três graus de sacramento da ordem: bispos, presbíteros (ou sacerdotes) e diáconos.

Os diáconos estão encarregados de executar o “serviço do ministério de Deus”, deixando de ser um simples leigo e passando a pertencer ao grupo do clero.

Por Rodrigo Carvalho / Arquidiocese de Teresina