NOTÍCIAS

Dom Jacinto Brito celebra missa para as mães na Penitenciária Feminina de Teresina

Postada por: FELIPE SILVA
Cadastrada em: 11/05/2017 16:21:06

Na manhã desta quinta-feira (11) as detentas da Penitenciária Feminina de Teresina, unidade prisional localizada na BR-316, participaram de uma celebração eucarística realizada na quadra de esportes do presídio. O momento teve a condução do Arcebispo Dom Jacinto Brito e marcou a passagem da data do dia das mães que será comemorada no próximo domingo (14).

As reeducandas presentes na celebração demonstraram muita emoção, já que a maior parte delas é mãe e se encontra em cárcere privado , impedidas de celebrar a data ao lado de suas famílias e filhos. Mas, mesmo diante do impedimento não desanimaram e juntas, num só coral, se emocionaram com os cânticos marianos entoados durante a missa, já que estamos no mês dedicado à mãe dos Filhos de Deus: Maria.

Durante a homilia, o arcebispo justificou a orientação da Igreja para a vivência do Ano Mariano, marcado pelo encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba do Sul, que está completando 300 anos. Outro fator que justifica o Ano Mariano são as comemorações motivadas pelo centenário das aparições de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, data esta que terá seu ponto alto, no próximo dia 13 (sábado). E foi essa a temática abordada pelo pastor na homilia. Dom Jacinto compartilhou com profundidade esses relatos e fez um pedido.

DSC09227

Detentas acompanham a homilia do Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito

 

“A grande lição que eu particularmente gostaria que ficasse para vocês, mães, é que mesmo vivendo em situações adversas, encarceradas e distantes de seus filhos e familiares é que lembrem que Jesus Cristo, no auge do seu sofrimento, ao ser crucificado. Ele não temeu e entregou a nós a sua mãe. Lembrem então de olhar para ela, se espelhem na humildade dela, no sim dela a Deus de aceitar gerar o Salvador. Aquela que  é mais do que qualquer Mãe por que  é a mãe do filho de Deus, a mais santa de todas as mulheres. Bendita és tu entre as mulheres. Então nesse dia das mães que se aproxima esse é o grande presente que vocês recebem de Jesus. Vejam a sua fé!”, orienta.

A celebração contou ainda com a participação de funcionários e servidores da Secretaria de Justiça, além de policiais militares que fazem a guarda da unidade prisional. Ao final da missa, o arcebispo estendeu o desejo de um feliz dia das mães àquelas mães que, apesar de não estarem encarceradas,  estão impedidas de vivenciarem momentos felizes na data, como mães enfermas.

“A todas as mães o meu desejo de felicidade. As enfermas, as que estão distantes, aquelas que abandonaram os seus filhos, elas também se sintam acolhidas, perdoadas e foquem na grande mulher da fé. Maria foi mãe sendo virgem, Isabel foi mãe com idade já avançada. Uma prova de que a fé no nosso Senhor move barreiras. “Lembram do que disse Santa Teresinha à Nossa Senhora. Ela chegou a afirmar que era bem mais feliz que a mãe de Jesus. E sabem por que? Porque eu te tenho como mãe e tu não tens uma igual. E por isso sou mais feliz porque tu não tem uma mãe igual ti”, finalizou o pastor.

Por Vera Alice Brandão / Arquidiocese de Teresina